quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Projeto "ENTRELINHAS" vence prêmio nacional DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA



O projeto "ENTRELINHAS: UMA PLATAFORMA SOCIOEDUCACIONAL" é um dos 11 vencedores do Desafio Criativos da Escola 2017. O  “Entrelinhas” é um projeto interdisciplinar que visa desenvolver o hábito da leitura na escola e na comunidade através de 30 atividades socioeducativas. Colagem de trechos de livros pelas ruas da cidade, envio de poemas para a população local, círculos itinerantes de leitura com alunos e moradores locais, distribuição de livros em espaços públicos e a promoção do 1º concurso de poesia para estudantes de escolas públicas de Cascavel, são exemplos de atividades desenvolvidas pelo projeto premiado.

Entre os dias 02 e 05 de dezembro, o professor orientador Sérgio Néo e os estudantes David Silva, Raquel Miranda e Karine Sousa viajaram ao Rio de Janeiro para o encontro dos 11 projetos vencedores nacionais do Desafio 2017. No Rio, a equipe participou de oficinas de criação e inovação e atividades culturais, além é claro, do evento de premiação que celebrou o protagonismo e a criatividade dos projetos campeões.

Esse ano o desafio recebeu 1492 inscrições de projetos vindos de todas as regiões do país. O projeto da EEM Ronaldo Caminha Barbosa foi um dos vencedores do 15º Prêmio Escola Voluntária, destaque no Ministério da Educação e participará, entre os dias 13 e 16 de dezembro, do Ceará Científico Etapa Estadual.

A EEM Ronaldo Caminha parabeniza o professor e estudantes envolvidos no projeto e acredita que a participação em eventos e feiras científicas é uma estratégia para estimulação do protagonismo estudantil. Parabéns Entrelinhas!

Projeto "S.O.S CASA" vence Prêmio Respostas para o Amanhã 2017

Qual a sua contribuição para tornar o mundo um lugar melhor? Essa foi a questão norteadora da 4ª edição do Prêmio Respostas Para o Amanhã 2017, promovido pela SAMSUNG. O Prêmio desafia jovens a investigar as comunidades onde vivem e a elaborar projetos que apresentem soluções simples, a partir dos conteúdos das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática, para melhorar o lugar a que pertencem.






Foram 1371 projetos inscritos, de todos os estados brasileiros. Dentre as milhares de iniciativas enviadas à 4ª edição da premição, 25 foram selecionados como vencedores regionais, 5 de cada região. No dia 05 de dezembro ocorreu a cerimônia de premiação e a diretora Maria Amélia Sampaio e a professora Jôseline Maria Sousa Nascimento, foram à São Paulo para o encontro das 25 escolas campeãs regionais.

Na noite do 05 de dezembro, foram anunciados os 5 projetos vencedores do Prêmio Respostas Para o Amanhã 2017. O projeto SOS CASA, que aplica conhecimentos das ciências exatas e sociais no desenvolvimento de tecnologias sociais para melhoramento da qualidade de vida de famílias que moram em casas de taipa em Cascavel-CE, venceu a etapa nacional do prêmio. A turma do 2º ano manhã receberá como premiação 45 tablets. 

A EEM Ronaldo Caminha Barbosa parabeniza professores e alunos envolvidos no projeto e acredita que a educação científica é um caminho para transformação de realidades. Parabéns SOS CASA.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Participação da EEM Ronaldo Caminha no Ceará Científico - Etapa Regional - Crede 09


A Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – CREDE 9, por meio da Célula de Desenvolvimento da Escola e da Aprendizagem – CEDEA, realizou a etapa regional do Ceará Científico, no dia 14 de novembro de 2017, na EEM Dione Maria Bezerra Pessoa, com exposição de trabalhos nas seguintes áreas:  Linguagens, Ciências da Natureza, Matemática e suas Aplicações, Ciências Humanas, Robótica Educacional,  Pesquisa Junior (Ensino Fundamental), Educação Ambiental - Cientifica e Educação Ambiental - Artística/Cultural.

Nossa Escola participou com os seguintes projetos:

LINGUAGENS:
ENTRELINHAS: UMA PLATAFORMA SOCIOEDUCACIONAL
Estudantes: Raquel Miranda Costa e Karine Sousa Silva
Orientador: Sérgio Furtado Néo

CIÊNCIAS DA NATUREZA:
MASE: MEMBRANA AGROAMBIENTAL SUSTENTÁVEL
Estudantes: Ivina Castro Silva e Valéria Rocha Leão
Orientador: Juciano Teixeira de Freitas

MATEMÁTICA E SUAS APLICAÇÕES:
MATEMATICAÇÃO: TECNOLOGIA SOCIAL PARA ENSINAR E APRENDER
Estudantes: Larissa Pereira Silva e Cyntia Gomes de Queiroz Reis
Orientadora: Sabrina da Costa Queiroz

CIÊNCIAS HUMANAS:
ENTRE SABERES E FAZERES: REDESCOBRINDO OS REDUTOS DA CULTURA POPULAR NA MODERNIDADE
Estudantes: Maria Eduarda Oliveira Pessoa e Johanna Pereira Santos
Orientador: Ronaldo Nogueira da Silva

EDUCAÇÃO AMBIENTAL CIENTÍFICA:
DISCOS BIOESTIMULANTES PARA APLICAÇÃO AGRÍCOLA
Estudantes: Livia Costa Maia e Deborah Faustino Pinheiro
Orientadora: Jôseline Maria Sousa Nascimento.





Nossa escola foi campeã da categoria Linguagens com o projeto "Entrelinhas: Uma Plataforma Socioeducacional" e premiada em 3º lugar nas categorias Ciências Humanas e Educação Ambiental Científica, com os projetos "Entre Saberes e Fazeres" e "Discos Bioestimulantes". A EEM Ronaldo Caminha Barbosa parabeniza as estudantes e os professores envolvidos no processo de pesquisa como prática pedagógica.

Projeto "Entrelinhas", da EEM Ronaldo Caminha Barbosa, ganha prêmio nacional Desafio Criativos da Escola 2017









O projeto Entrelinhas: Uma Plataforma Socioeducacional, da Escola Ronaldo Caminha Barbosa, localizada no município de Cascavel, está entre os 11 premiados pelo Desafio Criativos da Escola. O resultado foi divulgado pelo Instituto Alana, de São Paulo, promotor do concurso. A iniciativa visa reconhecer, em nível nacional, os projetos de transformação de realidades desenvolvidos por crianças, adolescentes e educadores em suas comunidades. Tem como propósito dar visibilidade e premiar iniciativas que estimulam o protagonismo dos alunos no Brasil. A premiação acontecerá entre os dias 2 e 5 de dezembro, no Rio de Janeiro.

O “Entrelinhas” é um projeto interdisciplinar que visa desenvolver o hábito da leitura na escola e na comunidade através de 30 atividades socioeducativas. Colagem de trechos de livros pelas ruas da cidade, envio de poemas para a população local, círculos itinerantes de leitura com alunos e moradores locais, distribuição de livros em espaços públicos e a promoção do 1º concurso de poesia para estudantes de escolas públicas de Cascavel, são exemplos de atividades desenvolvidas pelo projeto premiado.


O projeto cearense concorreu com 1491projetos de impacto social, oriundos de 25 estados brasileiros e do distrito federal. Além da premiação que ocorrerá no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, o professor orientador, Sérgio Néo, e um trio de alunos, participarão de oficinas de criação e inovação.


Premiação:

O projeto foi destaque no portal da Secretaria de Educação do Ceará, no portal do Ministério da Educação, e além do Desafio Criativos da Escola, foi um dos premiados no 15º Prêmio Escola Voluntária, promovido pela Fundação Itaú Social.

O “Entrelinhas” também conquistou o 1º Lugar na área de Linguagens, no Ceará Científico – Etapa Regional, no âmbito da Coordenadoria Regional do Desenvolvimento da Educação (Crede) 9. Participará, no próximo mês de dezembro, da fase estadual do evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), para as escolas das redes estadual e municipal.


- Para conhecer o projeto, acesse:Entrelinhas: Uma Plataforma Socioeducacional 

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Projeto "ENTRELINHAS, da Escola Ronaldo Caminha Barbosa, é destaque no MEC


Mais que uma aprendizagem derivada do processo de alfabetização, a leitura pode ajudar a promover qualidade de vida. É o que mostra o trabalho desenvolvido na Escola Estadual de Ensino Médio Ronaldo Caminha Barbosa, em Cascavel, na região metropolitana de Fortaleza (Ceará). À frente dessa ação estão o professor Sérgio Furtado Neo e seus alunos, que, a partir de uma série de ações implantadas na biblioteca da escola, têm estimulado a leitura e despertado a consciência da comunidade local. Este é o tema da semana de Trilhas da Educação, programa produzido pela Rádio MEC e transmitido nesta sexta, 10, a partir das 10h.
Sérgio, de 42 anos, conta que os estudantes mal frequentavam a biblioteca. Para piorar, o espaço parecia mais um depósito. Além disso, o professor percebia o aumento da violência e do uso de drogas na cidade. Como a maior parte dos alunos é formada por meninos de famílias simples e vulneráveis àquela realidade, ele não pensou duas vezes: “Eu me reuni com alguns alunos para mudar aquilo. Então, nós modificamos a biblioteca, arrumamos o local e catalogamos os livros. Concluída essa parte, começamos a arranjar voluntários e sair da escola”.
As ações, conta ele, passaram a ser desenvolvidas nas ruas da cidade. “Colamos cartazes com frases de incentivo à leitura pelos muros da comunidade e pelos postes. Nós contamos histórias para crianças de escolas municipais e casos populares para os pescadores da região. ”
Resultados – A iniciativa não demorou a dar frutos. “Fomos desenvolvendo mais ações com os alunos, incentivo à leitura, café literário, sarau de poesia”, ilustra o professor. “Aí, no ano passado, ganhamos um prêmio da Fundação Itaú. Ficamos em segundo lugar no prêmio Escola Voluntária e, de quebra, um dinheiro para investir no projeto. ”
O trabalho recebeu R$ 15 mil como prêmio. “Ainda não aplicamos essa quantia, mas já começamos as ações”, relata Sérgio. “Fizemos o primeiro concurso literário das escolas de Cascavel e mobilizamos umas 15 escolas públicas. ”  A meta é investir esses recursos em melhorias na biblioteca, para que mais alunos possam ter acesso ao universo do conhecimento. “Vamos comprar mesas e estantes para a biblioteca e queremos aumentar o acervo de livros também”, anuncia o professor.
A aceitação da comunidade tem sido a melhor possível, destaca ele:  “Temos vários relatos de  moradores que deram força, incentivaram, se mobilizaram em questões de leitura. Observamos que os empréstimos de livros da biblioteca haviam aumentado. E, muito mais do que isso, vimos uma mudança de atitude do jovem em relação à percepção que ele tinha da leitura. A leitura está diretamente associada ao conhecimento. Então, vemos a mudança principalmente em língua portuguesa. Pelos relatos de professores, os alunos estão escrevendo mais e melhor, participam de conversas sobre livros, pedem mais livros emprestados na biblioteca. Isso mostra a contribuição do projeto”.
O projeto participará no dia 14/11 da etapa regional do Ceará Científico (Crede 09), na categoria Linguagens. "Estamos muito felizes com mais um reconhecimento nacional do nosso projeto, mostrando que os alunos do Ceará são protagonistas. Estamos confiantes em vencer a etapa regional para mostrar nosso projeto no Ceará Científico - fase estadual", destaca Raquel Miranda, uma das estudantes do projeto.

PERFIL DO PROJETO NO FACEBOOK: Entrelinhas Uma Plataforma Socioeducacional
LINK DA REPORTAGEM NO PORTAL DO MEC: TRILHAS DA EDUCAÇÃO - PROJETO ENTRELINHAS